Este Feijão de Corda, conhecido como Bico de Ouro é comumente cultivado no Centro-Oeste Brasileiro à mais de 6 anos, essa “Variedade” de Feijão de Corda não tem origem comprovada, ou seja, foi introduzida no comércio sem ser originária de um Obtentor ou Empresa de Pesquisa. Há alguma pesquisa já em andamento como melhora da genética da mesma para que futuramente seja lançada oficialmente no âmbito produtivo e comercial, mas nada ainda oficial.

O Ciclo desta variedade é similar a de outros feijões caupi, variando entre 78 a 85 dias dependendo da época e solo cultivado. A média de produtividade desta variedade quando plantada adequadamente (Levando em consideração necessidade hídrica, fertilidade do solo e população) gira em torno de 1.500 kg por ha.

Uma observação deve ser levada em consideração à respeito deste feijão, o período de armazenamento, ou seja, o tegumento (Pele) deste feijão Oxida ou ganha cor rápido demais, necessitando ser armazenado adequadamente para sustentar qualidade de cor pelo período desejado.